Laboratório de Ensaios HOBAS em conformidade com a ISO/IEC 17025

O TechCenter HOBAS em Wietersdorf, Áustria, é o principal laboratório de ensaios do Grupo HOBAS. Nas instalações do TechCenter, são executados os ensaios dos produtos para comprovar diferentes conformidades com normas para todas as Organizações HOBAS, bem como para clientes externos. Em uma área de aproximadamente 1400 m² e com mais de 30 diferentes métodos de teste, nós garantimos que os nossos clientes recebam somente as melhores soluções de produtos.

Desde Janeiro de 2013, o laboratório é acreditado de acordo com a norma internacional ISO/IEC 17025:2007 (Requisitos Gerais para a Competência de Laboratórios de Calibração e de Ensaios). A acreditação do laboratório fornece um reconhecimento formal de competência, garantindo assim serviços de ensaios e medição confiáveis para os clientes. Para manter esse reconhecimento, o TechCenter HOBAS é periodicamente avaliado pelo organismo de acreditação responsável, o Ministério Federal de Economia, Família e Juventude da Áustria. Os relatórios dos ensaios para clientes no âmbito da acreditação são publicados com o símbolo oficial de acreditação (veja o logotipo à direita).

As normas em relação ao propósito da acreditação do laboratório (final de 2015) são listadas na tabela abaixo.

TechCenter HOBAS Âmbito da Acreditação

Norma Título
ISO 1172 Plásticos reforçados por vidro têxtil - Pré-Impregnados, compostos de moldagem e laminados - Determinação do conteúdo do vidro têxtil e da carga mineral; métodos de calcinação
ISO 7685 Sistemas de tubos plásticos - Tubos de plásticos reforçados por fibra de vidro (PRV) - Determinação da rigidez inicial específica do anel
ISO 10466 Sistemas de tubos plásticos - Tubos de plásticos reforçados por fibra de vidro (PRV) - Método de teste para comprovar a resistência à deflexão inicial do anel
ISO 8513 (Método A) Sistemas de tubos plásticos - Tubos de plásticos reforçados por fibra de vidro (PRV) - Determinação das propriedades longitudinais de tração
ISO 8521 (Método A, B, C, D) Sistemas de tubos plásticos - Tubos de plásticos reforçados por fibra de vidro (PRV) - Métodos de teste para a determinação da força de tração aparente inicial circunferencial
ISO 10468 Tubos de plásticos reforçados por fibra de vidro (PRV) - Determinação da rigidez específica a longo prazo de deformação do anel sob condições úmidas e o cálculo do fator de deformação úmida
ISO 10471 Tubos de plásticos reforçados por fibra de vidro (PRV) - Determinação da deformação por flexão final a longo prazo e da deflexão relativa final a longo prazo do anel sob condições úmidas
EN 1447 Sistemas de tubos plásticos - Tubos de plásticos reforçados por fibra de vidro (PRV) - Determinação da resistência a longo prazo à pressão interna
ISO 7509 Sistemas de tubos plásticos - Tubos de plásticos reforçados por fibra de vidro (PRV) - Determinação de tempo até a falha sob pressão interna contínua
EN 1119 Sistemas de tubos plásticos - Juntas for tubos e conexões de plásticos reforçados por fibra de vidro (PRV) - Métodos de teste para estanqueidade e resistência a danos de juntas flexíveis resistentes não impulsionadas com elementos de vedação elastomérica
ISO 8639 Tubos e conexões de plásticos reforçados por fibra de vidro (PRV) - Métodos de teste de estanqueidade de juntas flexíveis
ISO 8533 Sistemas de tubos plásticos para drenagem e sistemas de esgoto com e sem pressão - Sistemas de plásticos reforçados por fibra de vidro (PRV) baseados na resina de poliéster não saturadas - Métodos de teste para comprovar o design de juntas coladas ou laminadas
ISO 7432 Tubos e conexões de plásticos reforçados por fibra de vidro (PRV) - Métodos de teste para comprovar o design de juntas de encaixe ou de espiga resistentes à tração, incluindo juntas de encaixe duplo, com vedações elastoméricas
ISO 10952 Sistemas de tubos plásticos - Tubos e conexões de plásticos reforçados por fibra de vidro (PRV) - Determinação da resistência a ataques químicos no lado interno de uma seção em condição de deflexão

Benefícios da Acreditação ISO/IEC 17025

A acreditação em conformidade com a norma internacional ISO/IEC 17025: 2007 é internacionalmente reconhecida como um indicador confiável de competência técnica. Alguns dos principais elementos e benefícios são:

  • Reconhecimento Internacional: A acreditação do laboratório fornece um reconhecimento internacional formal de competência e garante assim serviços de ensaios e medição confiáveis para os clientes. Um sistema de ensaios reconhecido oferece uma garantia que os produtos e serviços entregues estejam em conformidade com os requisitos internacionais mais exigentes.
  • Cumprimento da norma: O TechCenter HOBAS é regularmente avaliado pelo organismo de acreditação responsável, o Ministério Federal de Economia, Família e Juventude da Áustria.
  • Transparência: Informações sobre a acreditação estão disponíveis online, dentro do Índice de Laboratórios Acreditados do organismo de acreditação.
  • Repetibilidade e Reprodutibilidade: Medições e análises são sistematicamente executadas e sua repetibilidade e reprodutibilidade são avaliadas.
  • Medição e Análise de Incerteza: A ISO/IEC 17025 exige uma estimativa e um relato da incerteza de medição. Essas cálculos oferecem aos clientes e tomadores de decisões um entendimento mais aprofundado e detalhado dos resultados dos ensaios. A incerteza de medição também pode ser vista como uma ferramenta de gestão de risco.
  • Testes de Proficiência: Uma forma de demonstrar capacidade técnica é participar em testes obrigatórios interlaboratoriais de proficiência. Assim, a qualidade dos resultados pode ser comparada e avaliada.
  • Confiança e Confidencialidade: Uma das questões principais de um laboratório acreditado é a confidencialidade em relação a informações do cliente. O laboratório tem a responsabilidade de manter todas as informações do cliente em segurança. A ISO/IEC 17025 contém diferentes cláusulas que descrevem as respectivas exigências.
  • Qualificação e Treinamento de Alto Nível: Os requisitos técnicos incluem o treinamento e a qualificação do pessoal. Os planos de treinamento (e a sua avaliação) são anualmente adaptados e verificados.